161110_icono_product_teaser Shape Shape 161110_icono_product_teaser icon-arrow-left icon-arrow-right icon-first icon-last 161110_icono_product_teaser 161110_icono_product_teaser location-pin 161110_icono_product_teaser 161110_icono_product_teaser contact-desktop-white careers-desktop-white

Projeto de sistema de pelotão: Primeiros transportes em camiões ligados em rede

A DB Schenker e a MAN estabeleceram uma parceria pela utilização de camiões de alta tecnologia na autoestrada A9 • As Partes assinam o Memorando de Entendimento

Camiões de alta tecnologia na autoestrada: esta é a primeira parceria entre uma empresa de logística e um fabricante de camiões para desenvolver comboios de camiões ligados em rede e para testar a sua utilização em condições de operação reais.

A DB Schenker e a MAN assinaram um Memorando de Entendimento para esse efeito e estão inicialmente a planear definir as condições fundamentais para o projeto e subsequentes testes práticos. Em 2018, eles planeiam operar um pelotão de camiões no Banco de Ensaio da Autoestrada Digital A9 entre os setores da DB Schenker em Munique e Nuremberga. A segunda fase vai envolver a implementação de camiões de condução automática nos terrenos da DB Schenker em Nuremberga.

O sistema de pelotão refere-se a um sistema de veículos para usar no tráfego rodoviário, no qual pelo menos dois camiões circulam na autoestrada com apenas uma curta distância entre eles com a ajuda da assistência técnica ao condutor e sistemas de controlo. Todos os veículos no pelotão estão ligados entre si através de “lanças” eletrónicas em forma de comunicação carro-para-carro. O veículo da frente determina a velocidade e direção.

A distância entre os camiões individuais tem cerca de dez metros, o equivalente a aproximadamente meio segundo de tempo de condução. As ligações eletrónicas entre os veículos individuais no pelotão garantem a segurança das operações. O objetivo principal deste procedimento é possibilitar a turbulência de rasto, poupando assim até 10 % de combustível em todo o pelotão. A redução do consumo de combustível também reduz as emissões de carbono.

“O nosso objetivo é tornarmo-nos no condutor de modelos de negócios digitais na indústria do transporte e da logística e na escolha do cliente que procura serviços tanto digitais como não digitais,” diz Jochen Thewes, Presidente do Conselho Administrativo da DB Schenker. “Por isso, agradecemos esta oportunidade de cooperar com a MAN e de testar o sistema de pelotão numa fase precoce em operações do dia-a-dia entre terminais de transporte terrestre. A DB Schenker e a MAN esperam que esta parceria traga novas descobertas para otimizar processos de logística.”

Ewald Kaiser, Membro do Conselho Administrativo para o Transporte Terrestre na DB Schenker, acrescenta: “O projeto concentra-se nas exigências do cliente para processos completamente transparentes, mais rápidos e mais ecológicos. No geral, esperamos que isto aumente a eficiência através da ligação de novas soluções com os processos de logística dos nossos clientes. Acreditamos que a condução ligada em rede e automatizada tem um enorme potencial.”

Joachim Drees, Presidente dos Conselhos Executivos da MAN SE e da MAN Truck & Bus, enfatizou as vantagens dos pelotões de camiões do ponto de vista do fabricante de veículos: "O sistema de pelotão é um verdadeiro benefício para a segurança do transporte. O erro humano é, infelizmente, uma das causas mais frequentes de colisões traseiras. Ligar os camiões eletronicamente fornece-nos uma abordagem promissora para este problema. A turbulência de rasto reduz substancialmente o consumo de combustível no processo. Ao mesmo tempo, o sistema de pelotão vai permitir-nos um uso muito mais eficiente da infraestrutura do transporte." Porém, ele também salientou que têm de ser criadas importantes condições prévias para que o sistema de pelotão possa ser um procedimento padrão. “O facto de o conceito poder ser realizado em larga escala vai depender fortemente do quadro legal. A MAN vai propor um sistema desses assim que tiver sido criado o quadro legal."

Na opinião de Joachim Drees, a parceria com a DB Schenker fornece um enquadramento ideal para testar o sistema de pelotão nas operações diárias de transporte e para desenvolvê-lo mais. "Nós queremos sobretudo familiarizar-nos com as muitas e várias exigências que a prática impõe ao sistema e, juntamente com o nosso cliente, desenvolver soluções que vão permitir uma utilização otimizada do sistema de pelotão."

Na primeira fase do projeto, a DB Schenker e a MAN Truck & Bus vão clarificar as questões fundamentais sobre as operações experimentais, identificar cenários adequados para testar as operações do sistema de pelotão e definir os requisitos técnicos e logísticos para a compilação de pelotões. Outra área de projeto vai tratar da recolha e provisão da informação necessária e da utilização dessa informação pelo fabricante de camiões e especialista em logística.

Os parceiros vão também considerar a combinação do sistema de pelotão com outros serviços digitais, bem como, questões de custos e potenciais poupanças.

O projeto vai ainda investigar os requisitos que os condutores do sistema de pelotão têm de satisfazer, bem como, o impacto geral desta nova tecnologia no camião como um local de trabalho agora e no futuro. “Muitas destas coisas ainda estão longe de se concretizarem no futuro, mas queremos testar e ajudar a moldar este futuro, queremos inspirar e incentivar,” diz Jochen Thewes. “Nós queremos integrar camiões ligados em rede e de condução automática nos nossos processos de logística e descobrir que benefícios – para além das poupanças em consumo de combustível – podem ser obtidos para os nossos clientes e processos operacionais.”